fbpx

Como anda o mercado da pecuária e o valor da carne bovina?

Como anda o mercado da pecuária e o valor da carne bovina?

O valor da carne bovina voltou a subir no Brasil nas últimas semanas (ao lado do polêmico arroz, grão tão acessível que demonstrou surpreendentes altas nos preços).

De acordo com o analista Fernando Henrique Iglesias, que é especialista em safras, a oferta de gado para abate ainda está restrita em grande parte do brasil e isso provavelmente não terá condições de mudar tão rapidamente.

Ainda seguindo a opinião do analista, é muito importante ressaltar a estiagem prolongada, que continua tendo influência nas condições do campo, principalmente na região Centro-Oeste do Brasil.

A consequência disso é a dependência dos frigoríficos, pois as cabeças para o abate só estarão aptas a serem vendidas nos primeiros meses do ano que vem.

Como anda o mercado da pecuária e o valor da carne bovina?

Influência da china no valor da carne bovina

O valor da carne bovina também aumentou devido o número de exportações feita para China. O país, assim como o Egito, adquire altos volumes da nossa produção e a tendência é que isso continue por muito tempo.

Então, o que ocorre é um desequilíbrio da relação de oferta e demanda aqui no Brasil. Há a mesma quantidade de pessoas desejando comprar carne, mas os animais são destinados aos outros países, fazendo com que haja muito mais demanda do que oferta.

A consequência disso é clara: o valor aumenta.

Na cidade de São Paulo, o valor da carne bovina está próximo de R$248 a arroba, enquanto em Uberaba (MG) está por volta de R$ 243 e em Dourados (MS) aproximadamente R$239.

Em Cuiabá (MT), o valor da arroba está mais abaixo, com números de aproximadamente R$ 222.

No atacado os valores se mantiveram entre estáveis a alto, não havendo significativas quedas. A reposição desses estabelecimentos se mantém em um nível adequado, mas pela questão de ter menos produto em solo nacional o preço sobre.

Apenas para base, o valor do corte dianteiro ficou entre aproximadamente R$14 o quilo, assim como a ponta de agulha. Já o corte traseiro ficou entre R$17 o quilo aproximadamente.

Como o brasileiro está respondendo ao valor da carne bovina?

Outro ponto que levantam para a subida do valor da carne bovina é por conta do auxílio emergencial. Muitos brasileiros requereram (e conseguiram) a ajuda do governo sem efetivamente precisar.

Isso fez com que comprassem mais carne ainda, assim como aqueles que não tinham condições de adquirir tal produto passara a ter. Então, ao avaliar essa questão, é possível dizer que a demanda interna também subiu.

Entretanto, o valor do auxílio emergencial não acompanha o aumento dos preços, causando grande insatisfação entre a população. Além disso, quem não está recebendo o auxílio se vê duplamente prejudicado.

A carne não sofreu uma alta tão grande quanto o arroz, por exemplo, que pegou a população desprevenida por sempre se mostrar um produto de baixo custo.

O presidente Bolsonaro, em uma de suas declarações, pediu para que os mercados abaixassem os preços. Entretanto, os estabelecimentos só estão repassando o aumento dos produtos.

Como os produtores estão lidando com a crise

Muitos produtores rurais estão tendo resultados satisfatórios, apesar disso, é um momento de cautela onde todos os investimentos devem ser feitos de formas bem pensadas.

Por mais que o valor da carne bovina esteja alto, se a população não conseguir acompanhar a subida dos preços a tendência é uma baixa demanda interna.

Mas claro, em contrapartida, há os níveis de exportação que continuam bem interessantes. De qualquer maneira, é um momento delicado que exige muita gestão e cuidado da parte dos produtores, principalmente de pequeno porte.

2020-09-23T16:43:52+00:00
WhatsApp Click aqui para você ser melhor atendido